MARCOS ROMERA

//MARCOS ROMERA

Bragantino nascido em 9 de março de 1969, Marcos Romera é compositor, arranjador e produtor musical, além de poeta e fotógrafo.

Aos seis anos de idade, iniciou sua trajetória musical tocando violino na igreja, por influencia de seus pais.

Aos 16 anos mudou-se para São Paulo, onde teve como primeira e principal escola a noite paulistana, tocando com os mais experientes músicos e cantores que por ali transitavam.

Formado em Composição e Regência na Faculdade Santa Marcelina (2003 – 2004).

Foi semifinalista do Prêmio VISA Eldorado de Música Instrumental.

Escreveu arranjos para a Orquestra Jazz Sinfônica.

Apresentou-se no Montreux Jazz Festival, na Suíça.

Trabalhou nas TVs Manchete, Gazeta, CNT e Rede Globo, onde acompanhou artistas como Jane Duboc, Nana Caymmi, Sivuca, Vânia Bastos, Emílio Santiago e Elba Ramalho.

Como músico convidado, apresentou-se com Maria Rita, com Derico Sciotti e Carlos Roberto”Tomatti” (do quinteto Jô Onze e Meia), Vera Figueiredo, Renato Consorte, com o baterista americano Billy Cobham e muitos outros.

Marcos Romera é autor de I Love You Tonight, gravado pelo cantor Falcão no  Álbum “A um passo da MPB” (1997) lançado pela BMG BRASIL.

Em 1998 produziu o CD Solo do cantor Luiz Carlos (Raça Negra), “E Assim Mesmo”. lançado pela Som Livre.

Também em 1998 Marcos Romera produziu a trilha sonora do segundo curta-metragem de Alê Abreu, Espantalho.

O filme mistura fotos e animação para contar a história de uma menina apaixonada por um espantalho e sua estreita relação com uma senhora que a observa em silêncio. Espantalho foi eleito melhor filme nacional no AnimaMundi, RJ e SP, 1998 entre outros 12 prêmios. Em 2006 uma adaptação do curta se transformou no videoclipe original da canção Não me deixe só de Vanessa da Mata.

Espantalho (1998)  curta metragem 10 min.

Direção, animação e cenários: Alê Abreu
Fotos: Priscila Prade
Música: Marcos Romera

Marcos Romera Dagaroa (2010)

Dagaroa é um porta-retratos musical de São Paulo.São fotografias musicais da cidade que habita em cada um de nós.Do caos, do trânsito, da fumaça,da rotina.Da Garoa de cada um. Reveladas e traduzidas numa linguagem jazzistica, com algumas cores do eletrônico de toda metrópole.Fotos tiradas ao volante em três anos de muito trânsito, que renderam 170 pontos e a suspensão da CNH do artista.

Faixas:

  1. Dagaroa                      (Marcos Romera)
  2. Chuvas de Verão         (Fernando Lobo)
  3. Rotina                         (Marcos Romera)
  4. Músico da Noite          (Marcos Romera)
  5. Velhos Amigos            (Marcos Romera)
  6. Não Dorme São Paulo (J. Rubens Chasseroux, Marcos Romera)
  7. Boi Paulista                 (Marcos Romera, Pedro Lima)
  8. Guarda Noturno          (Marcos Romera, Maurício Cavalcante)
  9. Sé/A Reforma do Maestro (Marcos Romera)
  10. Samba pro Nelson      (Marcos Romera)
  11. Banda de Baile           (Marcos Romera)
  12. Rua Vergueiro            (Marcos Romera)
  13. Dagaroa                     (Marcos Romera)

Nesse trabalho os arranjos produzidos por Marcos Romera, são inspirados em Schumann, Schubert e Chopin, os mestres do piano romântico, sobre hinos tradicionais.

Gravou com diversos músicos de expressão entre eles:

Sallaberry Sambatuque

Tiê Esmeraldas Indicado no Melhores do Ano “Troféu Domingão” – Categoria Melhor música do ano

Marcos Romera é um dos membros do 8 do bem, banda formada em 2007 pelos saxofonistas Ed Côrtes e Derico Sciotti.

Membros da banda

AC Dal Farra Bateria
Derico Sax Tenor, Flauta
Marcos Romera Piano, Arranjos
ED Cortes Sax Alto, Sax Barítono, Clarinete, Composições e Arranjos
Jorginho Neto Trombone
Nahor Gomes Trompete
Sylvinho Mazzucca Baixo
Tony Gordon Vocal

Sete instrumentistas e um cantor, todos muito experientes e talentosos, com um repertório de arranjos jazzísticos para canções de compositores e bandas pop internacionais, como Bee Gees, Michael Jackson, Steavie Wonder, Al Jarreau, James Brown, Britney Spears, com gotas de irreverência e pitadas generosas de swing.

Marcos Romera Idealizador do projeto  Instrumentos Para Mãos Vazias

Você, que crê na música como um presente do céu. Você, que acredita que pequenos e grandes milagres  podem nascer  de uma melodia.

Você que se sente mais leve quando  canta  no trânsito, ou aí mesmo no seu trabalho, e mergulha num outro mundo feito só de coisas boas.

Você que já passou, ou está passando por dias um pouquinho mais difíceis, e algo sagrado dentro de você nunca te deixa se sentir sozinho.

Você que semeia alegria, ainda que a colheita demore dez estações.

Você que crê na música como um dos mais lindos adornos celestiais da humanidade .

É com você que eu estou falando!

É com você que mãos vazias e corações cheios de esperança e fé estão contando.Esperando hoje ainda por um instrumento pra iniciar já e agora  uma nova história de vida.

É com vc que aqueles coraçõezinhos necessitados e ainda assim lotados de amor pela música estão contando.

Ajude, doando aquele instrumento parado, aposentado, abandonado. Aquele instrumento que ficou dodói,  mudo e não fala mais com ninguém.

aquelas mãozinhas vazias esperam também!

Diretor Artístico e Musical do Banco de Talentos (FEBRABAN)

 

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.