GIL DE LUCENA

//GIL DE LUCENA

Gilmar Antônio de Lucena é Paulista e paulistano nascido em 1967.

Cantor, compositor e violonista.

Perdeu a visão quando tinha entre três e quatro anos de idade em decorrência de glaucoma, fator determinante para que começasse a frequentar o Instituto de Cegos Padre Chico, onde teve os primeiros contatos com o canto, através do coral infantil e onde começou a conhecer o universo musical Brasileiro por meio dos amigos do instituto que eram oriundos de todo o país.

Seu talento foi destaque  no Colégio Padre Chico, o que o levou a atuar como solista do coral da instituição.

O rádio também foi fonte de aprendizado, companheiro que o ajudou a desenvolver sua facilidade para decorar letras, reproduzir ritmos e apurar seu ouvido extremamente musical.

Impressionado com a voz e com a facilidade que Gil de Lucena tinha para interpretar canções, um vizinho o presenteou com um violão.

Musico autodidata, tem a música como fonte de renda desde os 17 anos de idade, quando começou a apresentar-se em bares e festas na zona leste da capital de São Paulo. De lá para cá passeia majestosamente, pelo cancioneiro popular brasileiro.

Desde 1992 é funcionário público Municipal concursado, locado como Auxiliar de Radiologia (Câmara Escura) no Hospital Municipal Prof. Dr. Alípio Corrêa Netto em Ermelino Matarazzo.

Em 2003, gravou seu primeiro CD independente; “Feira Livre”, interpretando clássicos da MPB.

Como forma de apoio e sem nenhum custo, o CD foi gravado e produzido pelo amigo Ari Protázio em seu estúdio de gravação. O CD foi vendido apenas para os amigos e nada mais aconteceu.

Gil pensou até em desistir da carreira musical, foi quando Ari Protázio, o incentivou a apresentar seu trabalho para o gerente do Carrefour Anchieta. Gil foi desconfiado e surpreendeu-se com a resposta positiva. Depois foi sozinho a outras lojas do Carrefour, solicitar o espaço onde desfila seu talento e musicalidade até hoje.

Em 2005 conheceu a ONG Vez da Voz, instituição que atua entre crianças com e sem deficiência, promovendo atividades educativas. Nasceu, assim, o projeto Música no Silêncio, que consiste na gravação audiovisual de músicas e suas reproduções em palestras, eventos e escolas. Esse repertório é desenvolvido e apresentado por Lucena e por intérpretes de Libras (Língua Brasileira de Sinais). O objetivo é que pessoas surdas também tenham acesso a cultura musical brasileira. Ministra, desde então, palestras sobre a inclusão do deficiente visual na sociedade.

Discografia:

  • Feira Livre
  • Bom Passeio
  • Reserva Especial
  • Rubi
  • Por do Sol

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.